Estas eleições são plebiscitárias

Estas eleições do IRIB serão disputadas por 2 chapas concorrentes. São duas tendências políticas claramente definidas, dois modos de enxergar e traduzir o passado, o presente e o futuro do Registro de Imóveis no Brasil.

Qual delas o colega deve prestigiar?

Tendo já recebido algumas comunicações da chapa concorrente, quero ir direto ao ponto e declarar que estas eleições têm um caráter plebiscitário. Os registradores serão chamados a optar entre a orientação seguida pelas últimas gestões do Instituto – destacadas pelo meu concorrente como referência e padrão – ou escolher a via de renovação dos quadros diretivos e associativos, promovendo uma completa mudança de rumo político e estratégico da entidade. 

Pensamos que é imperioso corrigir os erros cometidos ao longo do tempo, equívocos que agravaram a situação do Registro de Imóveis brasileiro e que vimos apontando claramente, discutindo, sempre de modo leal, transparente e publicamente, com a toda a categoria e com a sociedade. 

Reconheço, de partida, que há nomes respeitáveis em ambas as chapas concorrentes. Além de colegas de profissão, há amigos verdadeiros que se angustiam com a disputa e temem por uma cisão motivada pela paixão dos debates – o que poderia levar a uma divisão na categoria profissional, fato que nos fragilizaria ainda mais. 

A disputa não deve se dar entre pessoas, mas controvertem-se ideias e propostas.

Nestas eleições, v. tem a chance de escolher a melhor proposta e eleger os quadros mais qualificados para enfrentar a dura crise institucional e política que vivemos. 

Neste primeiro boletim, quero lhes apresentar a chapa CONSTRUINDO PONTES. Desejo, também, lhes indicar o hot site da nossa campanha: www.registrodofuturo.com.br 

Sinta-se à vontade para me contatar – e aos colegas de chapa – fazendo chegar até nós suas dúvidas, sugestões, críticas. Esta campanha é um working´n´progress, quer dizer, um projeto em fase de conclusão, agregando boas ideias, aceitando novas propostas, acolhendo novos e veteranos na promoção de um novo florescimento institucional.

Seja bem-vindo a bordo!

Sérgio Jacomino